Dicas de filmes de terror disponíveis na Netflix


Durante esses últimos anos (e esses 200 dias de filmes de terror) eu assisti muitas coisas. Por conta do projeto e do blog, muitas pessoas me pedem indicações de filmes. Eu resolvi fazer uma semana temática, comemorando os 200 dias alcançados e a chegada da semana 30, para preparar algumas listas que podem ser úteis quando falamos sobre filmes de terror. De início, pensei em fazer uma lista com os melhores filmes na Netflix, mas achei que não era uma boa ideia, afinal, o que é melhor pra mim pode não ser pra você. Então, resolvi fazer um título na Netflix e não sabemos se devemos assistir ou não, então acho que essa lista pode ser de alguma ajuda: acompanha um breve resumo do filme e o que eu achei dele, sem spoilers



Todos os filmes estão presentes na plataforma até a data de publicação desta postagem. Ela será atualizada conforme eu perceba que os filmes saíram ou que filmes foram adicionados  (ou que eu assista filmes e ache que deva colocar por aqui). Tem filmes bastante conhecidos e filmes mais escondidos. Não estão por ordem de preferencia. Separei em algumas categorias pra facilitar.
A postagem é longa, então se preparem. 

Terror Subjetivo 

Menos jumpscare, mais psicológico.

  • Raw (2016)

Uma jovem vegetariana, ao entrar para faculdade, passa pelo trote e precisa comer um pedaço de carne, e algo desperta dentro dela.
Dirigido por Julia Ducornau, o filme foi um sucesso em sua estreia. É um filme incrível, com várias subjetividades sobre transformações femininas ao passar por diversas fases da vida. Sempre peço para as pessoas darem chance ao filme, mesmo que você seja mais do terror objetivo e do jumpscare.


  • It Comes At Night (2017)

Um homem se vê preso em sua casa, com sua família, após um desastre acontecer no mundo e tudo ser devastado, até que uma jovem família chega e abala essa organização pré estabelecida.
Direção de Trey Edward Shults. É um filme interessante, tem um clima opressivo e claustrofóbico. As coisas vão acontecendo e, por pior que sejam algumas personalidades dos personagens, você torce para que eles se saiam bem de todo esse problema.


  • The Witch (2015)

Em 1630, uma família se muda para a nova Inglaterra e sua fé é posta à prova com a tentação da magia e das forças do mal.
Dirigido por Robert Eggers. Eu gosto muito desse filme, mas ele tem aquele detalhe de ser aquele terror menos terror que estamos acostumados e mais terror que todo mundo fala mal. (o temido post-horror? não vou entrar nessa de novo). Entretanto, e de toda a forma, é um filme pra ser assistido. Se você ainda não viu, não perca mais tempo.


  • February (ou The Blackcoat's Daughter) (2015)

Duas garotas precisam sobreviver ao frio do inferno e a um mal que se esconde enquanto aguardam em seu internato.
Dirigido por Oz Perkins. Emma Roberts e Kiernan Shipka (a nova Sabrina da Netflix) estão maravilhosas nesse filme. Eu revejo sempre que posso, porque é um puta filme, e cada vez ele fica melhor. E as pessoas deveriam assistir. A tensão no ar por todo o tempo, como eles conseguiram manter aquele medo em suspensão, sério, é um ótimo filme.


  • The Babadook (2014)

Uma mãe se encontra com problemas com seu filho pequeno, que acabou descobrindo um livro misterioso em casa com um estranho monstro dentro dele.
Dirigido por Jennifer Kent. Apesar de ter alguns jumpscares, eu não poderia colocar Babadook em outra seleção. É um filme de puro sentimento, pura subjetividade, e é um filme incrível. Se você não assistiu, não perca mais tempo.


  • The Invitation (2015)
Um homem, com dificuldades em aceitar o fim de seu relacionamento, recebe um convite de sua ex para jantar com alguns amigos. Mas as coisas ficam estranhas quando ele sente que tem algo errado.
Dirigido por Karyn Kusama. The Invitation é aquele tipo de filme que você fica em suspensão o filme inteiro. Você acha que entendeu, mas aí você percebe que entendeu errado. É difícil acompanhar as dúvidas constantes do personagens principal. Direção magnífica da Kusama, que subverte o papel de histérico em um homem, quando estamos tão acostumados de ver mulheres no papel.


Antologia

Vários segmentos com histórias diferentes, que podem se conectar ou não.

  • XX (2017)

Antologia com quatro segmentos que contam histórias com mulheres como protagonistas.
A direção é por conta de Roxanne Benjamin, Karyn Kusama, St Vincent e Jovanka Vuckovic. É um dos meus filmes preferidos, sem dúvida, e eu sempre vou recomenda-lo. Quando vi a proposta dele foi que comecei a pensar o cinema e a necessidade de ter mulheres tanto na frente quanto por trás das câmeras. Merece a chance.



  • Holidays (2016)

Antologia de terror com oito segmentos sobre feriados. 
Os diretores dessa antologia são Anthony Scott Burns, Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, Nicolas McCarthy, Adam Egypt Mortimer, Gary Shore, Kevin Smith, Sarah Adina Smith, Scott Stewart. Gosto muito dessa antologia, é um filme divertido. Tem seus problemas, mas não chega a atrapalhar nada. Tem segmentos dos mais bizarros aos mais comédias.



Comedy Horror (ou Terrir)

Nada melhor que uma boa dose de comédia pra lidar com temas pesados como o terror e o medo.

  • The Babysitter (2017)

Um garoto precisa ficar na companhia de sua babá durante uma noite, mas os acontecimentos acabam saindo do controle e sua babá faz parte de algo muito estranho.
Dirigido por McG, o filme é muito divertido. É uma comedy horror ótima pra uma tarde nublada, quando você não tá muito afim de pensar ou só quer um entretenimento simples.



  • Little Evil (2017)

Um homem acaba de se casar com uma mulher que já tem um filho, mas seu enteado é um pestinha. Isso porque ele é o filho do próprio satanás.
Eu gosto demais desse filme, me diverti muito assistindo e eu sempre recomendo.


  • The Cabin in the Woods (2012)

Alguns jovens decidem passar uns dias em uma cabana, para tirar umas férias. Mas, como sempre, as coisas saem do controle.
Esse filme me surpreendeu demais. Eu ouvi falar muito mal dele, mas resolvi assistir mesmo assim. Tamanha foi minha surpresa quando eu me vi adorando o filme. Você, que tá pensando "não sei se vale a pena", vale sim.



  • What We Do In The Shadows (2014)
Um repórter decide fazer um documentário com um grupo de vampiros que vivem juntos em meio aos humanos.
Eu não sei porque alguém ainda não viu esse filme, mas se você não viu, veja agora. Dirigido pelo maravilhoso Taika Waititi e pelo Jemaine Clement.


  • From Dusk Till Dawn (1996)

Dois criminosos vão até um bar onde coisas estranhas e com dentes afiados acontecem.
Dirigido por Robert Rodriguez. Eu sei lá, eu acho esse filme uma pérola. É absurdo, não é bom, é até vergonhoso, mas eu gosto dele. Então, achei que seria bom colocar nessa lista.


  • Cooties (2014)

Um vírus misterioso começa a fazer com que as crianças de uma escola se tornem zumbis.
Dirigido por Jonathan Milott e Cary Murnion. É um filme extremamente divertido. Uma escola, nuggets infectados com vírus, professores se unindo e tendo que sobreviver... foi uma descoberta e tanto.


  • Scouts Guide to the Zombie Apocalypse (2015)

Um ataque zumbi começa, e três amigos escoteiros farão de tudo para sobreviverem.
Dirigido por Christopher Landon. Outro filme muito divertido. É bobo, mas muito divertido. Mas, as vezes, a gente só quer assistir alguma coisa boba mesmo.


  • El Bar (2017)

Em Madrid, um grupo de pessoas que não se conhecem acabam ficando presas em um bar após um atentado. Isso só faz com que eles revelem o pior de si mesmos.
Dirigido por Álex de la Iglesia. El Bar é um filme que eu coloquei como comedy horror mas ele é um bocado tenso e estranho. De início pode parecer muito engraçado, mas conforme o tempo de filme corre as coisas ficam muito estranhas. Álex de la Iglesia tem uns filmes ótimos, e esse não deixa nada a desejar.



Terrorzão 

Com jumpscare, com sustos, com medo, com sangue e tripas.

  • The Visit (2015)

Duas crianças vão visitar seus avós, que não conhecem. Porém seus avós tem hábitos meio estranhos.
Esse filme me surpreendeu demais. Dirigido por M. Night Shyamalan, é um ótimo filme, muito tenso, prende sua atenção e faz você se perguntar no final "mas o que foi isso?"


  • Veronica (2017)

Uma jovem decide tentar contato com seu pai em através de um tabuleiro Ouija, mas as coisas saem mal.
Dirigido por Paco Plaza. O filme, em si, não é tão assustador até você descobrir que ele é baseado em uma história real . Baseado na história de Estefania Gutierrez, o filme consegue dar uns arrepios ao imaginar a vida da moça que faleceu em 1992.


  • It Follows (2014)

Uma jovem é perseguida por um espírito maligno após um encontro com um rapaz.
Dirigido por David Robert Mitchell. É um filme interessante sobre um tipo de espírito que se espalha como um vírus, e quem tem relações sexuais com quem tem esse vírus, acaba sendo perseguido também. É um filme interessante.


  • Case 39 (2009)

Uma assistente social decide adotar uma garotinha que sofria abusos de seus pais, mas ela descobre que a situação é muito mais perigosa do que parece.
Dirigido por Christian Alvart. Faz alguns anos que não assisto esse filme, mas na minha memória ele é um filme interessante, então eu o recomendo pra vocês.


  • Let me In (2010)

Uma garotinho que sofre bullying faz amizade com uma garota que acabou de se mudar e descobre que ela é uma vampira.
Dirigido por Matt Reeves. Baseado no livro de John Ajvide Lindqvist. Remake americano do filme sueco Let the Right One In, dirigido por Thomas Alfredson, também baseado no livro de Lindqvist. Outro filme que faz uns anos que não assisto, mas que tem uma história interessante.


  • Under The Shadow (2016)

Em 1980, uma mãe precisa cuidar de sua filha e fugir da guerra que tem destruído sua vida, Tehran.
Dirigido por Babak Anvari. Eu ia colocar ele na parte oriental, mas ele também foi produzido no Reino Unido, então deixei aqui. Eu escrevi sobre esse filme AQUI, porque eu acho que é um dos melhores filmes que tem na Netflix. É um filme sério, pesado, assustador e difícil, não tanto pela estética dele, mas pelo fator guerra.


  • The Disappoitments Room (2016)

Uma mãe tenta se recuperar da perda de sua filha mais nova se mudando para um casarão em uma cidadezinha. Lá, ela encontra um quarto estranho e precisa compreender o que houve naquela casa.
Dirigido por D.J. Caruso. É um filme interessante sobre lidar com perdas e com esquecimento. Poderia ser melhor, mas ainda sim vale a pena dar uma chance, principalmente se você gosta um pouco de drama.


  • Creep (2014) e Creep 2 (2017)

Ambos os filmes narram a história de um homem que contrata pessoas que trabalham com filmagens para que gravem seu dia a dia.
Dirigidos por Patrick Brice. Os dois filmes são um absurdo de tensão. São estranhos, são até claustrofóbicos. É estranhíssimo acompanhar as coisas através de uma coisa meio found-footage. São filmes assustadores, de verdade.


  • Hush (2016)

Uma escritora surda é perseguida por um assassino em sua própria casa, e ela vai lutar muito para sobreviver.
Dirigido por Mike Flanagan. Esse filme entrou pros meus preferidos da vida. Fiquei completamente apaixonada pelo Mike Flanagan e a forma que ele conta uma história.


  • Village of the Damned (1995)

Uma pequena cidadezinha tem um evento misterioso em que mulheres começam a dar a luz à crianças com dons especiais (e muita maldade)
Dirigido por John Carpenter. Remake do filme de 1960 dirigido por Wolf Rilla. Baseado no livro de  John Wyndham. Gosto bastante desse filme e foi uma surpresa muito boa que ele tenha ido para o catálogo da Netflix.


  • Gerald's Game (2017)

Uma mulher vai passar um final de semana romântico com seu marido, mas ela precisa superar seus terrores de infância ao se encontrar amarrada na cama com seu marido morto.
Dirigido por Mike Flanagan. Baseado na obra do Stephen King. Esse filme ficou um absurdo de adaptação maravilhosa. Esse filme é tenso, e conforme a gente conhece a história da personagem principal ele acaba ficando mais tenso.


  • The Boy (2016)

Uma mulher é contratada como babá de um boneco, mas o que parecia só uma excentricidade dos donos da casa acaba se tornando um pesadelo.
Dirigido por William Bren Bell. Não esperava muito desse filme não, mas me surpreendeu. Eu tenho bastante medo de bonecos, e não foi diferente desse. Mas achei que seria muito menos sério do que ele realmente é. Realmente gostei do final dele. Vale a pena.


  • The Others (2001)

Uma mulher vive em uma mansão escura aguardando a volta de seu marido da guerra, mas ela percebe que tem coisas se movendo na escuridão.
Dirigido por Alejandro Amenábar. Filmão. Demorei anos para assistir esse e eu fiquei completamente apaixonada.


  • Insidious (2010)

O filho mais velho de uma família entra inexplicavelmente em um estado de coma, e espíritos tentam possuir seu corpo enquanto isso.
Dirigido pelo James Wan e, talvez, um filme que lançou algumas tendências interessantes, é o primeiro da franquia e é um filme que merece uma chance. Tem bastante jumpscare mas tem uma lore bacana de acompanhar.


  • The Amityville Horror (2005)

Uma família se muda para uma casa em que aconteceu um violento massacre no passado.
Dirigido por Andrew Douglas, baseado no livro de Jay Anson e nos acontecimentos reais de 1951, é um filme dos anos 2000 que gera bastante nostalgia. A maioria das pessoas que assistiu gosta bastante, então vale a pena dar uma olhada se você ainda não viu. 


  • Christine (1983)

Um jovem sofre bullying e não é dos mais carismáticos da turma. Ao comprar um carro, ele percebe que o automóvel tem vontade própria.
Dirigido pelo John Carpenter, baseado no livro de Stephen King, esse é um dos grandes clássicos dos anos 1980 que está disponível na Netflix. É um filme divertido, tenso, e ótimo de assistir num final de semana à noite.



  • Vampiros (1998)

Um caçador de vampiros parte para se vingar de um clã de criaturas e precisa impedir que eles encontrem um artefato que permite que andem durante o dia.
Também dirigido por John Carpenter, é um filme interessante sobre vampiros. Não é o melhor trabalho do diretor, nem o melhor filme de vampiros, mas é um filme interessante.


Com aquela pitada de ficção científica

Com tecnologia, com seres de outros planetas, com situações perturbadoras.

  • The Thing (1982)

Um grupo de pesquisadores fica preso em um laboratório na Antártida e precisam lutar para sobreviver quando descobrem que algo atacou o acampamento vizinho.
Dirigido pelo INCRÍVEL John Carpenter. Eu perdi as contas de quantas vezes assisti esse filme. Recomendo sempre. É nojento, é assustador, o clima é tenso e opressivo. Um filmão.


  • Annihilation (2018)

Um grupo de mulheres vai até uma área protegida pelo governo para descobrirem o que aconteceu com as outras expedições que entraram lá e nunca voltaram.
Dirigido por Alex Garland. Eu não sou a maior fã de Aniquilação ou das obras do Jeff VanderMeer, mas acho que a recomendação é válida. Preciso dar meu braço a torcer que é um filme interessante, com efeitos legais e que te prende a atenção.


  • Cloverfield (2008), 10 Cloverfield Lane (2016), The Cloverfield Paradox (2018)

Tudo parecia correr bem nessa festa de despedida, até que algo enorme e monstruoso começa a atacar Nova York.
Dirigido por Matt Reeves. Cloverfield é um filme que me conquistou 10 anos depois do lançamento. Eu não gostei dele quando saiu, não gostei dele uns anos atrás, mas esse ano eu gostei muito. Agora também temos disponível os outros dois filmes, 10 Cloverfield Lane (2016), dirigido por Dan Trachtenberg, que narra os acontecimentos a partir de outro ponto de vista, e The Cloverfield Paradox (2018), dirigido por Julius Onah, que tem um quê maior de ficção científica que terror mas que tá na lista junto com os outros.


Orientais

Filmes que foram produzidos no Oriente

  • Gwoemul (The Host) (2006)

Um monstro está atacando a cidade de Seoul, e alguns sobreviventes farão o possível para salvar aqueles que amam.
Dirigido por Joon-ho Bong. Esse filme é um puta filme de monstros, é maravilhoso, e merece muito mais atenção do que ele recebe. Ele é tenso, o monstro é assustador, a situação em que a família protagonista se encontra é triste. É uma pérola que merece muitas chances.



  • Tor De Gui Mou Yan (Keeper of Darkness) (2015)

Um gangster que consegue ver fantasmas precisa ajudar a deter um espírito vingativo que tem assassinado pessoas.
Dirigido por Nick Cheung. Encontrei esse filme por acaso e adorei. É um filme divertido, as histórias dos fantasmas são muito tristes e tem um visual muito bacana.


Estética Gótica

Aqueles filmes que tem aquela estética que é um colírio aos olhos.

  • Crimson Peak (2015)

Uma mulher, ao perder o pai, acaba se casando com um homem visionário. Porém, sua nova casa tem vários segredos, assim como seu marido e sua cunhada.
Dirigido por Guillermo del Toro. Esse filme é lindíssimo de se ver. Tenho um pouco de problema com o roteiro dele e com o caminhar da narrativa, mas é um filme muito bom de toda a forma.



  • Bram Stoker's Dracula (1992)

O Conde Dracula decide ir até Londres para encontrar seu grande amor reencarnado na jovem Mina Murray, noiva de Jonathan Harker.
Dirigido por Francis Ford Coppola. Eu tenho vários problemas com esse filme, mas esse filme, sem dúvida, merece uma chance. Ele é muito bom visualmente falando, tem uma ótima trilha sonora e meus problemas com ele são puramente de chatice minha.



Suspense

Torta de climão.

  • Psycho (1960)

Uma jovem secretária sai em uma viagem e para em um hotelzinho regido por um homem e sua mãe.
Dirigido por Alfred Hitchcock. Sei que essa sinopse ficou mediocre, mas vai que alguém nunca viu esse filme? É importante manter o mistério.




  • 1922 (2017)

Um fazendeiro, nos anos de 1922, conspira em assassinar sua esposa para conseguir ficar com o seguro.
Dirigido por Zak Hilditch. Baseado na obra de Stephen King. Outro filme sensacional adaptado de uma obra do Stephen King. Preciso colocar como suspense, porque o terror aqui é na tensão do momento que esse fazendeiro vive.


Outros 

Eu classifico como terror, mas por algum elemento ou outro. O medo, mesmo, é muito subjetivo.


  • Antibirth (2016)

Uma mulher, em uma cidadezinha com vários problemas com drogas, acorda certo dia e descobre que está grávida. Mas não é uma gravidez normal.
Dirigido por Danny Perez. Esse filme é uma loucura. Confesso que fiquei com medo de assisti-lo, mas ele é sensacional. Gostei demais de ter visto, e é uma ótima recomendação pra você que gosta de umas situações bizarras e finais absurdos.



  • The Bad Batch (2016)

Em uma deserto, em uma distopia, uma jovem precisa sobreviver depois de ter sido marcada como "lote ruim".
Dirigido por Ana Lily Amirpour. Esse filme tem coisas muito interessante, a começar pelo elenco (Keanu Reeves, Jason Momoa e Jim Carrey). Mas, pra além disso, a ideia de sociedade distópica e de separar as pessoas em lote bom e lote ruim e demonstrar como mesmo na lama as pessoas conseguem ser ruins dá um toque especial.



Atualizações:

05 de setembro de 2018:
Filmes que saíram da Netflix e da lista: Candyman (1992), Pet Sematary (1989)
Filmes que entraram na lista: The Amityville Horror (2005), Insidious (2010), Christine (1983), Vampires (1998), 10 Cloverfield Lane (2016) e The Cloverfield Paradox (2018)

Jéssica Reinaldo

Formada em História, escreve e pesquisa sobre terror. Tem um afeto especial por filmes dos anos 1980, vampiros do século XIX e ler tomando um café quentinho.

Um comentário:

  1. Muito bacana a lista, Jéssica! Já peguei alguns para minha Maratona de Halloween.

    ResponderExcluir

Comentários educados são sempre bem recebidos!

Mas não aceito nem tolero ofensas, comentários impossíveis de compreender, spams e qualquer tipo de intolerância.

Os comentários são moderados, por isso aguarde a aprovação!

Instagram